Montagem de componentes e sistemas prediais

Montagem de componentes e sistemas prediais

Todas edificações que vemos quando caminhamos nas ruas são construídas após um longo processo de planejamento, que envolve uma série de empresas e setores, profissionais especializados e esquemas bem estruturados.

A principal empresa envolvida nesse processo são as empresas de construção civil. Elas são participativas em todas etapas construtivas, desde o planejamento da obra, até a parte efetiva da construção, escolhendo os materiais que serão utilizados e contratando os profissionais que executarão todos os processos construtivos.

Uma das edificações que é de responsabilidades dessas empresas são os prédios residenciais, importantes espaços e que estão cada vez mais abundantes nas ruas dos municípios brasileiros.

As imobiliárias estão investindo cada vez mais nesse tipo de construção, já que são empreendimentos que possibilitam a locação ou venda de diversos imóveis simultaneamente, tornando-os mais lucrativos.

A composição de um prédio residencial envolve uma série de questões. Esse processo é bastante demorado, dependendo da magnitude do empreendimento.

Por ser um tipo de edificação cada vez mais comum nos centros urbanos, é natural que a concorrência no setor imobiliária seja bastante grande.

Dessa maneira, é importante que as empresas envolvidas na construção e na administração desses empreendimentos executem todas as etapas de maneira perfeita, sejam criativas e criem composições modernas, que atraiam instantaneamente as pessoas para morar nesses espaços.

A partir de agora, faremos alguns apontamentos acerca dessa estruturação, das montagens importantes, dos espaços comuns dos condomínios e também em relação aos apartamentos presentes nos prédios.

Espaços coletivos

Primeiramente, é preciso abordar pontos em relação às áreas comuns dos condomínios. Esses espaços podem ser constituídos de diversas maneiras, variando de acordo com o tamanho do terreno e do edifício.

Alguns pontos são primordiais nesse contexto, independentemente do tipo de construção, como elevadores, halls de entrada, escadas, corredores e garagens.

As garagens, por exemplo, são elementos indispensáveis em prédios, já que são reservados para o estacionamento dos veículos dos moradores.

Como os prédios costumam abrigar diversas famílias, é importante existir esse espaço, pois seria muito difícil encontrar vagas na rua para todos os moradores de todos os prédios, conferindo mais conforto e segurança.

A composição das garagens pode ser formada tanto por espaços abertos ou ambientes fechados.

Nesse caso, a instalação de portas de aço automáticas se torna importante ao permitir mais facilidade no acesso e saída dos moradores, já que a abertura dos portões é feita por meio de controles remotos e de forma automática.

Muitos desses portões de aço podem ser configurados como portas de enrolar, bastante comum em estabelecimentos comerciais e podem ser abertas manualmente.

De modo geral, nessas garagens existe a necessidade de abertura automática, pela própria segurança dos moradores. Para isso, ela deve passar por um processo de aplicação de um sistema motorizado e sensorial que torna possível o controle da abertura por comandos de controles remotos.

Segurança dos espaços e das pessoas

Essa questão da segurança é um aspecto fundamental que deve ser levado em conta pelas empresas construtoras.

A proteção dos moradores e dos funcionários é imprescindível, devendo ser prioridade das empreiteiras.

Existem vários aparatos que podem ser montados e aplicados para melhorar e garantir a segurança de todos os espaços dos condomínios, como a instalação de CFTV.

Esse é um sistema estruturado que envolve a instalação e montagem de câmeras de segurança e salas de vigilância. Nele, as imagens são captadas pelas câmeras e transmitidas pelas salas de comando, em que profissionais são contratados especificamente para monitorar as ações ocorridas nos espaços comuns do condomínio.

Esse é o principal sistema de segurança predial, mas existem outros sistemas e aparatos que podem ser aplicados nos condomínios, tais como:

  • Sistemas de biometria;

  • Montagem de alarmes de segurança;

  • Alarmes e sensores de incêndio;

  • Contratação de seguranças particulares.

Sistemas fundamentais

Por fim, é importante apontar um sistema que é fundamental para o funcionamento de todas essas composições. Estamos falando do sistema elétrico.

Esse esquema é essencial para que a energia elétrica seja distribuída em todos os espaços comuns do condomínio e alcance de forma segura e eficiente nos apartamentos.

Aparelhos eletrônicos, eletrodomésticos, iluminação e diversos outros componentes presentes nesses espaços dependem de eletricidade para funcionar, o que torna a instalação desse sistema imprescindível.

Na prática, esse aparato é composto por uma série de equipamentos e dispositivos, como fios e cabos, que executam o trabalho de distribuição.

Já o controle dessa movimentação energética é possibilitado pela montagem de quadros elétricos.

A montagem de quadro de distribuição, principal aparelho de controle das tensões e correntes elétricas que passam pelo sistema, permite que a energia seja aumentada, diminuída, ligada ou desligada sempre que necessário, sendo o equipamento central desse sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *