Autor: Redator Convidado

4 decorações diferenciadas para salas comerciais

4 decorações diferenciadas para salas comerciais

Nos preocupar com a decoração da nossa casa não é novidade, mas e a decoração do nosso ambiente de trabalho? Muitas vezes passamos mais tempo em nossos escritórios do que dentro da nossa própria casa! Por isso, devemos levar em consideração a influência que as salas comerciais tem em nosso dia-a-dia.

Tanto para gerar mais produtividade, quanto para deixar os clientes mais confortáveis, ou até mesmo para transparecer um pouco mais da nossa personalidade em nosso ambiente de trabalho, a decoração é um instrumento muito poderoso e que com apenas alguns ajustes em cor e mobília pode fazer uma grande diferença. Confira a seguir 4 estilos de decoração para salas comerciais e como se adaptar a elas:

Minimalista

As salas minimalistas costumam ser as mais encontradas nos ambientes de trabalho. Sejam em setores mais tradicionais, como imobiliárias e consultórios médicos, ou setores que buscam transmitir uma aura criativa forte, como cabeleireiros e agências de publicidade, a decoração minimalista sempre é uma boa pedida, basta saber selecionar bem móveis e cores.

Sua origem é oriental, especialmente pautada na cultura japonesa, onde surgiram termos como Feng-Shui e harmonização de elementos da casa. Inclusive, essa é a principal característica de um espaço minimalista: o foco não é na quantidade de elementos e sim na forma como o ambiente está organizado. Apesar do cômodo ficar mais vazio, a junção da estética e funcionalidade trazem conforto e paz. 

Os móveis minimalistas são escolhidos com muita cautela de modo a não obstruir o espaço livre da casa e facilitar as tarefas diárias. São inteligentes, podendo exercer multifunções. Na arquitetura, linhas retas e traçados geométricos sobressaem-se, deixando curvas e sinuosidades para outros tipos de decoração.

Tonalidades naturais, como branco, preto, azul, bege e suas variações são as mais utilizadas. Tons claros permitem jogos de luz que valorizam o espaço. Cores neutras, como o branco, preto e cinza; e alguns outros tons neutros, como o castanho, azul e o verde. Entre as desvantagens da decoração minimalista estão a necessidade de limpeza a constante, para garantia da sensação de relaxamento e conforto típicas do estilo.

Sustentável

Assunto cada vez mais em pauta, o uso de elementos ecológicos também está em destaque na decoração. Esse tipo de estilo combina especialmente com escritórios e salas comerciais localizadas em ambientes como casas em Cabo Frio, e regiões costeiras que transpiram sustentabilidade. É caracterizado pela conscientização do uso do espaço através dos três Rs: Reciclar, Reutilizar e Reduzir.

O primeiro R pode ser adotado através do uso de móveis feitos com garrafas pets, papelão, paletes, entre outros. Tais materiais podem assumir funções bastante funcionais e modernas, quando produzidos da maneira correta. O segundo R pode ser resultado da compra de móveis antigos, adquiridos em brechós ou lojas de segunda mão.

Eles oferecerão uma sensação vintage e descolada ao ambiente. Caso queira investir em imobiliário novo, opte por opções feitas com materiais naturais, como cadeiras feitas de fibra de palha ou bambu ou rattan. E por fim, a redução é alcançada com estruturas funcionais que aproveitam melhor a iluminação do dia, como persianas que refletem a luz ou clarabóias bem localizadas, climatização natural e produção mínima de lixo. 

Colorido

As cores são elementos essenciais ao serem consideradas quando definindo a decoração do ambiente de trabalho. Algumas, por exemplo, podem interferir e atrapalhar a produtividade, enquanto outras podem estimular a inteligência e aumentar a criatividade! A combinação das mesmas também pode trazer resultados diferentes, logo, é importante contar com a ajuda de um profissional decorador que estude sobre o assunto para chegar ao melhor resultado.

O que deverá determinar, além disso, a quantidade de cor que o ambiente de trabalho poderá apresentar é a área profissional do mesmo. Um escritório de advocacia dificilmente usará cores vibrantes, enquanto uma clínica pediátrica pode usar muitas cores em tons pastéis.

As cores também podem vir de diversas formas: tintas ou papéis de parede, móveis como mesas, cadeiras e prateleiras, ou acessórios menores, como vasos, luminárias, tapetes, telefones, porta-trecos, entre outros. Dependendo do quanto a sua área de atuação profissional permite, você poderá ser mais ousado, utilizando cores vibrantes em todos esses elementos, ou mais contido, reservando o uso das mesmas em apenas acessórios pontuais.

Industrial

O estilo industrial é a nova sensação dos espaços de coworking, também conhecidos como escritórios compartilhados. No entanto, pode ser adaptado para outros setores como escritórios de advocacia e agências de publicidade.

Com uma pegada despojada, a decoração industrial tem como principais características o uso tons acinzentados em paredes e teto, sendo o cimento queimado o mais comum, e instalações de luz ou tubulação aparentes. Esses elementos, quando bem trabalhados, oferecem estilo e facilidade para possíveis manutenção.

Para mobília, invista em superfícies acetinadas e polidas, promovendo o contraste entre o rústico e o moderno. Luminárias pendentes e objetos decorativos em metal complementam o quadro industrial. De maneira a quebrar um pouco da seriedade deste estilo decorativo, invista em plantas das mais diversas cores e formatos. 

5 motivos pelos quais você precisa adotar um software de gestão de obras na sua empresa

5 motivos pelos quais você precisa adotar um software de gestão de obras na sua empresa

Realizar a gestão de uma obra é sempre um grande desafio, afinal de contas o número de variáveis a serem monitoradas é enorme. E o que todo profissional quer é realizar o projeto dentro dos prazos e limites financeiros estipulados. 

Nesse sentido, contar com a ajuda de um software de gestão de obras pode ser uma ótima forma de ajudar na otimização de processos relacionados tanto a etapa de planejamento, quanto no desenvolvimento e na rotina das obras. 

No artigo de hoje você confere os 5 motivos pelos quais você precisa de um software de gestão de obras no seu escritório. Boa leitura! 

Economia e Lucratividade

Principalmente quando pensamos em obras, a economia está diretamente relacionada a uma boa execução do planejamento de obra, fugindo de possíveis imprevistos e retrabalhos. É aquele famoso ditado: tempo é dinheiro!

Suponha que, após fazer a aplicação do novo revestimento no piso da cozinha você tenha que retirar parte dele por conta de algum tipo de erro. 

Isso certamente terá impacto no projeto como um todo, pois você terá custos extras com mão de obra, perda de material e claro, estará comprometendo o prazo de entrega do projeto.

Sendo assim, economia e lucratividade estão estritamente atreladas a essas situações, que podem ocorrer por conta de problemas de comunicação entre colaboradores de obras. 

Nesse sentido, contar com um software de gestão de obras ajuda a centralizar as informações do projeto e facilita o compartilhamento das mesmas. Isso tende a otimizar o tempo no canteiro de obras, além de diminuir consideravelmente a possibilidade de erros e retrabalhos. 

Otimização de tempo

Falando em otimizar tempo, contar com um software de gestão de obras é a melhor forma de automatizar processos internos da sua empresa, o que ajuda na economia de tempo e energia. 

É possível cadastrar os insumos e fornecedores com os quais você costuma trabalhar, o que torna o processo de criação de orçamentos de obra mais prático.

Além disso, o uso de ferramentas como essa torna os cálculos mais assertivos, o que certamente diminui a possibilidade de falhas e confere maior confiança ao trabalho realizado. 

Outro ponto positivo é a possibilidade de gerar relatórios completos de obra, o que permite acompanhar o desenvolvimento da obra, verificar resultados financeiros, identificar falhas. Tudo isso é necessário para um processo de tomada de decisão mais assertivo.

Integra as diferentes áreas da empresa

A realização de uma obra envolve o trabalho de diversos profissionais, que nem sempre (ou quase nunca) estão no mesmo local. 

Por meio do uso de um software de gestão, além do fato de possuir todas as informações centralizadas em uma única plataforma, é possível facilitar as interações entre profissionais.

Na prática isso significa parametrizar as informações compartilhadas, para garantir que somente as pessoas autorizadas tenham acesso às informações necessárias.

Tecnologia em nuvem

Antigamente, era muito comum que todos os documentos relacionados com a obra fossem produzidos em papel, o que além de ser prejudicial ao meio ambiente também aumentava as chances de erros e perda de informação. 

Hoje em dia, com a ajuda de softwares de gestão em nuvem, é possível armazenar todas as informações da obra em uma única plataforma, o que facilita o controle e otimiza os processos de obra. 

A tecnologia em nuvem permite também que todos os colaboradores do projeto acessem e atualizem as informações da obra em tempo real, o que diminui consideravelmente as possibilidades de erros. 

Acompanhamento e controle de obra

A dificuldade no acompanhamento de obras é um dos principais desafios enfrentados por gestores de obra. Isso acontece por conta da distância entre o canteiro de obras e o escritório, o que torna a mobilidade de informações algo cada vez mais necessário no mercado da construção civil. 

Avaliar os resultados financeiros e operacionais é o primeiro passo para melhorar a performance do seu negócio. Sem indicadores de que as suas obras estão sendo executadas de forma eficiente, você coloca as suas atividades em risco. 

É exatamente por isso que fazer o acompanhamento e controle da obra é extremamente importante. Só assim você poderá identificar os erros e os pontos de melhorias nos seus processos. 

Quando você tem o registro de todas as informações da obra em uma só plataforma, esse trabalho torna-se mais simples e assertivo. 

Conclusão

Enfim, ter um software de gestão de projetos de arquitetura pode ser o detalhe que falta para aumentar o rendimento e a lucratividade do seu escritório. Para isso, é fundamental contar com a ferramenta adequada para o seu modelo de negócio e adaptada para atender as especificidades da área.

Este artigo foi produzido pela equipe do VEJA OBRA, o software de gestão de obras completo.