O que devemos saber sobre a iluminação inteligente

O que devemos saber sobre a iluminação inteligente

Atualmente, pode-se dizer que vivemos na era da automação residencial. Isso foi feito com um novo e importante componente de nossas rotinas diárias: a iluminação. Se misturarmos os dois conceitos, encontraremos iluminação inteligente.

O que é e em que consiste a iluminação inteligente? 

Partindo do fato de vivermos na “era da domótica e da automação”, esperava-se que esta tendência chegasse também ao campo da iluminação. Então, o que é iluminação inteligente? 

Podemos defini-lo como o conjunto tecnológico formado por controladores, sensores e uma rede de iluminação que permite controlar a fonte luminosa de uma casa de forma automatizada graças à sua conectividade de rede sem fios. 

Isso implica que, além de controlar a ativação ou desativação das lâmpadas, você também pode controlar a intensidade, a cor e muito mais.

O fato de ser automatizado significa que será feito por meio de uma ordem (através do alto-falante inteligente, por exemplo) ou por meio da programação prévia de uma rotina: estabelecer que às 20h00 a intensidade da luz é reduzida para 50% e às 22h00 eles desligam todas as luzes por exemplo, ou através da aplicação correspondente do celular ou tablet.

Os principais dispositivos de iluminação inteligente são lâmpadas sem fio. Em geral, eles são chamados de lâmpadas WiFi, mas esses dispositivos geralmente usam a rede sem fio usando os protocolos Ziggbee ou Z-Wave na maioria dos casos.

Se eles usassem o WiFi do nosso roteador diretamente, o consumo dispararia. Outros fabricantes se aventuraram a criar seus próprios protocolos para esses sistemas, mas em todos os casos são protocolos de baixo consumo.

Incluir a automação residencial em nosso sistema de iluminação nos ajuda a melhorar aspectos como eficiência energética, economia de tempo, qualidade de iluminação, segurança e conforto em um escritório ou casa.

Vantagens da iluminação inteligente

Mais conforto 

Por um lado, existe o facto de ter um sistema de iluminação automatizado é mais confortável, uma vez que não é necessário ir de divisão em divisão acendendo ou apagando as luzes.

Bastaria uma simples instrução de voz para um alto-falante inteligente, instalar um sensor de presença ou ativar um botão em nosso celular, por exemplo.

Poderíamos fazer isso mesmo estando longe de casa, de qualquer lugar do mundo com conexão à internet através de algum dos pacotes NOS disponíveis.. 

Vamos imaginar que estamos atrasados ​​e correndo para fora de casa. Podemos desligar todas as luzes mais tarde ou certificar-nos disso. E fique calmo o resto do dia sem a angústia de não saber se a luz está acesa ou não.

Por outro lado, lembre-se de que as lâmpadas inteligentes são LED. Como já explicamos anteriormente, isso implica que a qualidade da luminosidade que eles emitem é superior à dos tradicionais.

Esses sistemas nos permitem regular a intensidade da luz à nossa situação ou rotina. Isso permite que você crie ambientes especiais (luzes coloridas para um aniversário, luz mais suave para um jantar romântico …).

Poupança de energia

O simples ato de trocar todas as lâmpadas por LED já lhe permite economizar no consumo elétrico. Além disso, a iluminação inteligente permite evitar situações de insegurança.

Quem não teve as férias agridoces típicas porque, ao sair, percebe que deixou as luzes acesas? A iluminação inteligente resolve isso. E isso não tem preço!

Além disso, nem todos os dias, nem as diferentes horas do dia requerem a mesma intensidade de luz. O fato de poder reduzir também significa economia de energia. 

E para os locais menos movimentados (armários, uma casa de banho menos usada, despensas, por exemplo) pode instalar detectores de presença que os ligam apenas à entrada de alguém. 

É importante lembrar que determinadas lâmpadas permitem o monitoramento do seu consumo por meio de um aplicativo.

Racionalizando e automatizando rotinas

Todos nós, que temos filhos pequenos, sabemos como é difícil fazê-los entender que é hora de dormir. Bem, a partir das 20h, por exemplo, podemos programar todas as luzes da casa para diminuir a intensidade da luz. Também podemos acender uma luz em seu quarto em um tom laranja muito escuro, por exemplo.

Também podemos criar rotinas: Com um único comando de voz ou um botão, uma série de ações podem ser disparadas automaticamente. 

Por exemplo, programar o “momento do filme”. Ou seja, quando dizemos ao alto-falante (por exemplo) que vamos assistir a um filme, acontece o seguinte:

  • Que todas as luzes da sala sejam mantidas no mínimo ou apagadas.
  • Ativação do aquecimento no caso de estar abaixo de uma determinada temperatura,
  • Que se acenda a tv e se conecte ao Netflix.
  • Fecho automático das persianas da sala.

Parece ficção científica, certo? Bem, não é. Hoje, qualquer um de nós pode colocar em casa um sistema que nos permita fazer isso. 

Podem servir como um “alarme”

A iluminação inteligente também pode ser usada como alarme. Podemos acender as luzes aos poucos para nos acordar de manhã. Ou programe-os para ligar ou desligar em um determinado horário.

Isso nos fará associar a mudança de brilho com o tempo ou com o início de uma nova atividade. Também podemos programar uma lâmpada para acender quando nosso carro passar por determinado local para avisar a pessoa em casa que estamos saindo do trabalho. As opções de personalização são muitas.

Melhora a segurança

Da mesma forma que podemos desligar a luz quando não estamos em casa, também podemos ligá-la para permitir que invasores entendam que estamos em casa quando não estamos realmente lá.

Na verdade, todos nós podemos instalar um sistema de iluminação em nossas casas, mas o mais importante é que antes disso, você faça uma avaliação das suas necessidades em relação à iluminação. 

Ainda em relação à automação residencial, não podemos deixar de mencionar que ela só pode ser instalada quando já existe um serviço de internet fixa NOS ou de qualquer outra operadora de telecomunicações.

Saiba ainda que no caso de querer gerenciar seus aplicativos fora de casa, deve contar com um bom tarifários de dados móveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *